Uso dos porquês.

 

 

Emprego de: por que, porque, porquê e por quê

          

        POR QUE

         * Emprega-se a forma por que em dois casos:

         1- Para se fazer uma pergunta, utilizando frases interrogativas diretas ou interrogativas indiretas.

         Exemplos:

         Por que você não veio? ( interrogativa direta )

         Conte-nos por que você não veio. ( interrogativa indireta )

         Observação:

         Nesse caso, imediatamente após a palavra “ por que ” fica subentendida a palavra motivo.

         2- Quando se tratar da preposição por seguida do pronome relativo que.

         Exemplos:

         Essa é a estrada por que voltaremos.

         Não é essa a vida por que lutamos.

         Observação:

         Nesse caso, a palavra “ por que ” pode ser trocada por: pelo qual, pela qual, pelos quais, pelas quais.

        

         PORQUE

         * Emprega-se a forma porque somente em um caso:

         Quando ela tiver a função de conjunção, isto é, quando estiver ligando duas orações.

         Exemplos:

         Ele não veio, porque está doente.

         Todos estavam quietos, porque a situação era preocupante.

         Observação:

         É bastante fácil constatar a necessidade se usar a forma porque: ela aparece em frases que constituem respostas a perguntas feitas anteriormente, explicações acerca de um motivo e em ambos os casos pode ser substituída, sem alteração do sentido da frase, pela palavra pois. Indica causa, motivo, razão.

 

         PORQUÊ

         * Emprega-se a forma porquê em um único caso:

         Quando ela tiver valor de substantivo, equivalendo à palavra motivo ( ou razão ).

         Exemplo:

         Queremos saber o porquê de seu medo.

         Observação:

         Note que essa forma “ porquê ” vem sempre precedida de artigo ( ou de um pronome ).

 

         POR QUÊ

         * Emprega-se a forma por quê somente em um caso:

         No fim de orações ( em geral interrogativas ).

         Exemplo:

         Você não veio ontem por quê?   


        www.webclayton.com